ActualidadeCovid-19Saúde

Covid-19: Angola Numero de infecções em angola aumentam par 779 casos positivos e 30 óbitos

Angola registou ontem um óbito e 30 novas infeções de covid-19, o que totaliza, desde março, 779 casos e 30 mortes, informou hoje o secretário para Saúde Pública.

Franco Mufinda referiu que morreu um cidadão angolano, de 57 anos, que se encontrava a ser seguido no Hospital Militar.

Os novos infectados, 24 homens e seis mulheres, têm idades entre os 14 e 93 anos e são todos da província de Luanda, capital de Angola e o epicentro da pandemia.

Franco Mufinda, manifestando preocupação com o crescimento do número de casos nos últimos dias, apelou ao cumprimento das medidas de prevenção contra a pandemia do novo coronavírus, nomeadamente o uso de máscara, a lavagem das mãos, a não violação da cerca sanitária e evitar as aglomerações.

Segundo o responsável, a tendência das projecções dos números da covid-19 para o país aponta para um aumento de casos nos próximos meses, “o que pode acontecer se a população continuar a não observar as boas atitudes”, recomendadas diariamente pelas autoridades.

Se a gente observar essas medidas no bom sentido, poderemos observar o achatamento da curva, teremos redução de casos, o contrário poderá levar-nos ao aumento de casos e levar até ao caos o nosso sistema de saúde, que ‘per si’ lida com a gestão de outras endemias, a malária, tuberculose, VIH-SIDA e o crescimento a cada dia que passa de doenças crónicas não transmissíveis, disse.

O país conta agora 221 recuperados, 528 casos ativos, dos quais 14 se encontram em estado crítico, sob ventilação mecânica, três com necessidade de hemodiálise.

O laboratório processou 2.721 amostras, das quais 30 foram positivas e até à data há um acumulado de 51.191 amostras processadas, entre as quais 769 positivas.

Em África, há 15.418 mortos confirmados em mais de 736 mil infectados em 54 países, segundo estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, a Guiné Equatorial lidera em número de infecções e de mortos (2.350 casos e 51 mortos), apesar de ter revisto em baixa os casos após vários dias sem actualizações, seguida de Cabo Verde (2.107 casos e 21 mortos), Guiné-Bissau (1.949 casos e 26 mortos), Moçambique (1.536 casos e 11 mortos), Angola (779 infectados e 30 mortos) e São Tomé e Príncipe (746 casos e 14 mortos).

Fonte: Agência Lusa

Compartilhar
Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Back to top button
Close