ActualidadeCultura e Educação

Etona – Temos um governo que abandalha a área da cultura

Etona - Temos um governo que abandalha a área da cultura

O artista plástico sugere que as pessoas não devem cruzar os braços durante o confinamento.

O Artista que diz ter a responsabilidade em termos de filantropia e tem um percurso a dirigir a União Nacional dos Artistas Plásticos Angolanos (UNAP).

Quanto a peça Etona, disse que o mundo está em uma etapa de justiça, por isso o título da exposição é contemplação, e o momento é de reflexão e oportunidade.

E quanto ao momento actual que o pais vive em termos de Justiça.

Etona, diz que a justiça angolana não esta dissociada da justiça mundial, os africanos tem um problema, porque fazem justiça incontidos pela visão ocidental e que existe falta de formação, falta de equilíbrio intelectual e que muitas vezes até pessoas que fazem o bem são presas tudo em nome da justiça.

Por isso chama atenção a todos – para fazer justiça é preciso ter uma reflexão muito bem contida em base filosóficas e da ciência, não apensas com espírito religioso e teológico.

Quanto tempo levou para esculpir a peça “Cegueira da Justiça”, que tem mais de três metros de largura e quatro de altura?

A peça ‘’Cegueira da Justiça’’ cronologicamente levou cerca de dois anos a ser pensada e seis meses no mínimo para a sua finalização.

Sobre como viver em confinamento, Etona disse – O período de confinamento não pode nos apanhar distraídos nem parados. Porque este período alterou o desenvolvimento do nosso ponto de partida. O governo por uma questão económica e convivência social tem de se dar maior abertura para essa fase em que nos encontramos. E o Etona identifica-se com essa área e vai continuar a criar.

Fonte: EXPANSÃO

Compartilhar

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Back to top button
Close