Sociedade

Manuel Vicente admite agir contra Mário Leite da Silva, gestor de Isabel dos Santos

Antigo presidente da Sonangol diz que a denúncia de Mário Leite da Silva "parece ter como objectivo servir a estratégia de defesa de alguém que estará, certamente, em sérios apuros"

Manuel Vicente, antigo presidente da Sonangol e ex-vice-presidente de Angola, repudiou, em comunicado, as alegações feitas por Mário Leite da Silva, gestor de empresas de Isabel dos Santos, relativamente a um contracto alegadamente forjado para suprimentos da Sonangol na empresa holandesa Esperaza, relativos à compra de uma posição indirecta na Galp Energia.

Sobre a denúncia de Mário Leite da Silva, Manuel Vicente (até 2012 presidente da Sonangol, dona de 60% da Esperaza, sendo os outros 40% da Exem Energy, de Sindika Dokolo e Isabel dos Santos) diz que “parece ter como objectivo servir a estratégia de defesa de alguém que estará, certamente, em sérios apuros”.

Manuel Vicente admite, no comunicado, que analisará “em sede própria” e em conjunto com os seus advogados “os meios de reacção mais adequados a este ataque agora feito pelo Sr. Dr. Mário Leite da Silva” mas também a todos os que tenham feito ou possam vir a fazer ataques similares.

Recorde-se que a denúncia de Mário Leite da Silva reportou como falso um contracto de suprimentos de novembro de 2005 entre a Sonangol e a Esperaza, alegando que nessa altura a Sonangol não era ainda accionista da Esperaza, totalmente detida pelo banco ABN Amro. Nessa fase a Sonangol era presidida por Manuel Vicente.

Vicente diz que a denúncia de Mário Leite da Silva é “uma imputação nitidamente falsa” e demonstra má-fé por parte dos seus autores.

Texto: EXPRESSO

Compartilhar

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Back to top button
Close