Desporto

Fim de ciclo de Messi e Ronaldo?

O mundo do futebol está na eminencia de testemunhar o fim de ciclo de Leonel Messi e Cristiano Ronaldo. Depois de um reinado de 14 anos, ao mais alto nível, os melhores futebolistas do planeta, voltaram a ficar fora das meias-finais da Liga dos Clubes Campeões Europeus, bem como da lista dos melhores marcadores da competição pela primeira vez desde 2006/07.

 As habituais presenças nas meias-finais, começaram em 2005/2006 com Leonel Messi ajudar a equipa do Barcelona a conquistar a liga Milionária, na temporada seguinte Ronaldo provou a glória Europeia, ao serviço do Man United.

Ao longo das 14 épocas, CR7 conta já com 11 presenças nas meias-finais da Liga dos campeões, enquanto o astro argentino esteve em nove ocasiões.  O outro indício de fim de ciclo é que a Liga dos Campeões 2019-2020 não conta com nenhum dos dois no topo da artilharia 12 anos depois. O português e o argentino – terminaram empatados com seis golos, apos a eliminação da atual edição, desta vez, Cristiano Ronaldo parou nos oitavos de final ao serviço da Juventus diante do Lyon, já Messi caiu nos quartos após o massacre do Bayern de Munique por 8 a 2 sobre o Barcelona.

Na presente edição da Liga dos clubes campeões Europeus 2019/2020, Robert Lewandoski soma e segue com o estatuto de melhor marcador da competição onde conta já com 14 golos.

O avançado polaco do Bayern de Munique da Alemanha, tornou-se no primeiro jogador a superar Messi e Ronaldo que dominaram os últimos 12 anos, e está a dois golos de igualar a marca de CR7, que fez 17 golos em 2014.

Atualmente é o 4º goleador na lista dos maiores artilheiros da Liga dos Campeões desde sua primeira edição, em 1955, Lewandowski está próximo de alcançar Raúl, o terceiro colocado com 81 golos, numa lista que é liderada por Cristiano Ronaldo com 130 golos.

Compartilhar
Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Back to top button
Close